A FASE e a Barragem do Alvito



A EDP adjudicou à FASE (em consórcio) o desenvolvimento dos Serviços Fundiários (Processo de Expropriações), do Aproveitamento Hidroeléctrico do Alvito, contemplando a barragem e a albufeira.

Estima-se um nº de 3600 parcelas, com uma área aproximada de 1.920 ha, localizados no Distrito de Castelo Branco. Esta prestação abrange o Levantamento Cadastral e os Serviços Fundiários (avaliação, negociação e aquisição ou, eventualmente, arrendamento ou constituição de servidões), dos bens imóveis necessários à construção deste aproveitamento hidroeléctrico.

Recorde-se que desde 2010 está em curso o processo de expropriações do Aproveitamento Hidroeléctrico da Foz do Tua (1ª fase), com 170 parcelas estimadas. Relativamente ao Aproveitamento Hidroeléctrico do Baixo Sabor, a 1ª fase dos Serviços Fundiários decorreu de 2008/2010, compreendendo cerca de 600 parcelas. A 2ª fase, estimada em 2500 parcelas, está em curso desde 2010.

Esta importante adjudicação, contribui para consolidar a área de Serviços de Base Cartográfica da FASE, a qual se prevê que continue a ter um desenvolvimento significativo nos próximos anos.

« Anterior  Seguinte »


« Voltar