A FASE e os mercados externos



Após a entrada no mercado africano e asiático, a Fase pensa agora em novos mercados: Roménia e Bulgária.

Com o sucesso obtido em Angola e na Ásia, com a constituição das empresas AFRIFASE e d a FASE – Sucursal Macau, mediante o seu envolvimento em projectos emblemáticos como é o caso do Centro Cultural de Macau, o Centro de Ciencia de Macau e, recentemente, o Metro Ligeiro de Macau, entre outros, a Fase tem agora em vista novos horizontes, a entrada nos mercados Romeno e Búlgaro.
Esta nova perspectiva deve-se essencialmente à nova estruturação da empresa com a entrada da GED, uma sociedade ibérica de private equity, que visa fundamentalmente o crescimento da empresa não só na Península Ibérica, Africa e Macau, mas também Europa de Leste. Esta possibilidade poderá realizar-se a curto prazo com recurso a parcerias internacionais estratégicas.
 
Notícias relacionadas: FASE obtém importante contrato na China, FASE acompanha Primeiro Ministro à China, FASE ganha Project Management de 125 milhões para a CUF, Igreja da Santíssima Trindade, no Santuário de Fátima

« Anterior  Seguinte »


« Voltar