GED entra no capital da FASE, SA, líder português em serviços de engenharia



A entidade de private equity GED, através do fundo GED Sur, reforçou o seu portfólio com a entrada no capital da FASE, permanecendo como accionistas a equipa de gestão e fundadora da sociedade.

A FASE, que iniciou a sua actividade em 1979 em Portugal, presta serviços de engenharia e arquitectura. Concretamente, a sociedade realiza dois tipos de actividade principais: projecto e gestão e fiscalização de obras. A primeira está relacionada sobretudo com a preparação e realização de projectos complexos, enquanto que na segunda a empresa planeia e gere a realização de obras, dispondo de equipas multidisciplinares com capacidades técnicas ajustadas às características de cada tipo de serviço prestado.

A FASE tem uma equipa de mais de 300 colaboradores e conta com escritórios no Porto, Lisboa, Macau e em Angola. A empresa facturou 18 milhões de euros no último exercício e registou um EBITDA (resultado antes de juros, impostos e amortizações) de 2,5 milhões de euros. A FASE actua em seis segmentos de mercado: infra estrutura, transportes, edificios, indústria, energia e ambiente.

A GED decidiu realizar esta transacção por considerar que a FASE tem a capacidade e credibilidade para liderar um processo de “build-up” em Portugal e acelerar a sua internacionalização com a aquisição de empresas em Espanha e na Europa de Leste, onde a GED actua desde 1996. Prevê-se um grande crescimento do segmento de obras públicas nestes mercados. A FASE conta com importantes clientes institucionais e privados portugueses e estrangeiros.

A FASE destaca-se pela qualidade da equipa gestora, que conta com uma vasta experiência no sector e permanecerá à frente da sociedade. O Eng.º Manuel Quinaz mantém-se como CEO, o Eng.º Rocha de Almeida continua o administrador responsável pelas áreas de direcção de negócios internacionais, indústria e energia e águas e ambiente e o Eng.º Pereira da Costa continua o administrador responsável das áreas de projecto e de gestão e fiscalização de obra. A FASE reforçou ainda a equipa com Francisco Olmedo (ex-CEO da Bureau Veritas Ibérica) e Joaquim Hierro Lopes (sócio da GED), que será o Presidente do Conselho de Administração.


Resumo do fundo:

Área de investimento: Portugal e sul de Espanha
Capital: 50 Milhões de Euros
Tipo de Operações: Build up regionais (Expansão e Buyout)
Equity por operação: 3-7 milhões
Investidores: Fundo Europeu de Investimentos, IDEA, Banif Investimentos, Real Seguros, FAMORIM, Cajamar, Caja Granada, Caja Sur, Caja Sol, Caja Badajoz, ENISA e várias Familias andaluzas e portuguesas.


A gestão deste fundo da GED é feita pela gestora GED Sur Capital. Esta gestora conta com uma equipa de investimento de cinco profissionais liderados por Joaquim Hierro Lopes.

Sobre a GED:

A GED é uma das principais gestoras ibéricas de private equity no segmento “middle market”. O Grupo gere um volume total de cerca de 350 milhões de euros através de vários veículos: GED Eastern Fund II, GED Iberian Fund I, GED Sur y GED Real Estate Eastern Investments. A sua área de actuação é a Península Ibérica e a Europa de Leste.

O objectivo de investimento do Fundo GED Sur são médias empresas da Península Ibérica localizadas em Portugal e nas regiões espanholas da Andaluzia e Extremadura.

« Anterior  Seguinte »


« Voltar